HISTÓRIA DO CEAK-JUBILEU DE OURO

 

   Foi exatamente na década de 60, mais precisamente em 1962, que um grupo de pessoas corajosas reuniu-se para implantar uma nova casa espírita, na zona sul do Rio de Janeiro, com o objetivo de suprir a carência de centros espíritas nos bairros do Leme, Copacabana, Ipanema, Leblon e Gávea.


   Reuniram-se então na Rua Souza Lima, número 138, apartamento 603, no bairro de Copacabana, residência do casal Luiz de Freitas e Eunice Bessa de Freitas, com o objetivo de ali fundarem uma instituição espírita.   Decidiram assim, através de ata, que
:

a) a data de sua fundação seria 11 de dezembro de 1962;

b) a sua denominação seria Centro Espírita Allan Kardec (CEAK), em homenagem ao codificador do Espiritismo;

c) seria designada uma comissão composta pelos irmãos Antônio de Paiva Melo, Lenice Dias Campos e Benedito Guimarães para, sob a presidência do primeiro, elaborar o estatuto do centro e,

d) considerariam como sócios fundadores do Centro Espírita Allan Kardec os seguintes irmãos: Antônio Ludovice; Antônio de Paiva Melo; Benedicto Guimarães; Luiz de Freitas; Luiz Peres Correa; Arnaldo Ávila Campos; Marília de Sá e Sarda; Américo Luz; Francisco da Silva; Zilda Tristão Ludovice; Eunice Bessa de Freitas; José Guimarães; Lenice Dias Campos; Emília Rosa da Silva; Neusa Araújo de Paiva Melo; Brunildes Mendes e Marina Cardoso Guimarães.


   No dia 18 de dezembro do mesmo ano, ainda na residência do casal Luiz de Freitas e Eunice, foi discutido e aprovado o Estatuto do Centro Espírita Allan Kardec, sendo eleito como presidente o irmão Antônio de Paiva Melo. A esses abnegados irmãos, também se juntaram Altivo Pamphílio e Orozimbo Andrade, dentre outros.

  Na primeira reunião de diretoria foram aprovadas as atividades de Sessão de Desenvolvimento Mediúnico; Assistência Social; Desobsessão; Tratamento Espiritual; Estudo Doutrinário; Escola Espírita de Evangelização e Mocidade Espírita.


   É importante salientar que toda essa programação foi submetida à consideração dos mentores espirituais, através da mediunidade de Francisco Cândido Xavier e Waldo Vieira, por ocasião da visita do vice-presidente Benedicto Guimarães a Uberaba. 

   Em 16 de janeiro de 1963, o centro já estava instalado em sua sede alugada, situada à Rua Visconde de Pirajá, 282, no primeiro andar.


   Com o departamento de Assistência Social bem organizado, tendo à frente Zilda Tristão Ludovice e Neusa Araujo de Paiva Melo, iniciou-se, em 1975, uma campanha de distribuição de enxovais a crianças recém-nascidas, cujas mães não dispunham de recursos materiais. Esses enxovais foram entregues, nesse mesmo ano, à Maternidade do Hospital Miguel Couto, Maternidade do Instituto Fernandes Filgueira (Berçário Dr. Clovis Correa da Costa) e Maternidade Clínica de Botafogo.


   Em 14 de novembro de 1974, o CEAK, com o apoio de trabalhadores e freqüentadores, pode adquirir a sua sede própria. E assim, transferiu-se para Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 583, sala 1006.


   Com o passar dos anos porém, o espaço começou a ficar pequeno para o grande número de irmãos que buscavam a mensagem do Consolador. Houve então a necessidade de se vender o imóvel para comprar outro maior.


   No dia 30 de maio de 1983, foi adquirido o grupo de salas 909 e 910, também situada à Avenida Nossa Senhora de Copacabana, número 542, onde, em abril do mesmo ano e para satisfação de todos, ocorreu a primeira Reunião Pública.
   As responsabilidades aumentavam na medida em que os estímulos amorosos vindos da Equipe de Benfeitores que assistem a Casa também aumentavam o Seu raio de ação.


   Em 22 de abril de 1986, por motivos contrários aos interesses da administração, o Centro teve que encerrar as suas atividades na sua sede. Era a constatação de que mesmo trabalhando na “seara do Senhor” ninguém está livre de percalços e aflições, muito menos de se resolver facilmente certos problemas de ordem puramente humana ou material. Nada disso!


  Apesar do ocorrido, os trabalhadores do CEAK, cientes dos seus compromissos com a divulgação dos ensinos de Jesus, fizeram desse momento de dificuldades extremamente produtivos: decidiram ajudar na implantação do Evangelho no Lar em casas de irmãos, como forma de se estudar os ensinamentos de Jesus, junto com suas respectivas famílias.


   Em 08 de junho de 1987, com a volta do funcionamento do Centro, a antiga sede (Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 583, sala 1006), foi readquirida.


   E assim, as reuniões doutrinárias recomeçaram gradativamente até atingirem a sua normalidade, em 1989.
   Para a alegria de todos, estava de volta o contato com aquele ambiente balsâmico, realizado pelos benfeitores espirituais que todos clamavam. Era a oportunidade em que os dois planos da vida voltavam a se irmanar!


   Com a normalização das suas atividades, além de receber novos associados, o CEAK também recebeu aqueles que já pertenciam aos seus antigos quadros. Devagar, as coisas iam caminhando.

   Sentindo a necessidade de acompanhar a nova era da comunicação, no dia 05 de agosto de 2000, entrou em operação o registro da página mundial de computadores (internet) sob o Domínio “ceallankardec.org.br”, com referência ao nome da Casa.  Sem dúvida, este foi mais um avanço usando um instrumento de divulgação do espiritismo com o objetivo de diminuir a distância entre irmãos.   


   Com o passar do tempo, aumentou consideravelmente o afluxo de pessoas às reuniões do Centro, que se tornou pequeno demais para acomodá-las.  Em 19 de janeiro de 2002, foi aprovada a compra da sala 1005, no mesmo endereço, para satisfação de todos os trabalhadores e frequentadores do CEAK.


    Em 29 de setembro de 2007, graças à doação anônima foi adquirida a sala 905, do mesmo prédio.   A ampliação física do Centro permitiu que suas atividades também se ampliassem. O trabalho não espera!
 

  Com a preocupaçãode oferecer apoio emocional aos irmãos que precisam conversar com alguém sob absoluto sigilo e em um clima de acolhimento, entrou em operação no dia 05 de junho de 2004 o Telefone da Esperança, onde o atendimento é realizado somente por voluntários no qual, após capacitação, doam parte de seu tempo àqueles que precisam de uma palavra amiga.

   E assim o Centro Espírita Allan Kardec continua a sua caminhada...
   É pelo ideal cristão que o CEAK terá sempre em sua jornada a missão de promover o estudo, a difusão e a prática da Doutrina Espírita Cristã, por meio do exercício do amor e da caridade.

   É pela caridade que o CEAK terá sempre como visão ser uma instituição que acolhe a todos, assistindo espiritual e socialmente, e auxiliando, por meio de estudos e trabalhos continuados, a evolução moral à luz da Doutrina Espírita, para a construção de uma sociedade mais justa e solidária.

   E é visando cada irmão que os princípios e valores do CEAK sempre serão a busca pela prática da humildade, do amor, da caridade, da fé, da responsabilidade espiritual, da transparência, da coerência, da solidariedade, da fraternidade, da ética moral, da pureza doutrinária, da perseverança, da disciplina, da simplicidade e da tolerância dentro de cada um de nós, frequentadores e colaboradores.


   O CEAK agradece a todos por fazerem parte dessa história!